Estou eu comendo tranquilamente minhas empanadas em um tradicional café frequentado por velhinhos argentinos quando o noticiário da TV informa que dois estudantes chilenos, matriculados em um programa de intercâmbio, haviam sido assassinados por um xenófobo.

O som não estava alto o suficiente para que eu pegasse os detalhes e tive que me conformar com objetividade da legenda: xenófobo mata dois chilenos. Olhei em volta para ver como as pessoas reagiam à notícia, mas ninguém estava dando a menor bola. Indiferença total, enquanto eu me perguntava o que está acontecendo com o mundo. Só sosseguei quando acessei o site do Clarín e li que o crime ocorreu nos Estados Unidos. Pude então voltar à normalidade.

Anúncios