Alugar um quarto ou apartamento em Buenos Aires é quase como uma operação de guerra, especialmente no mês de março, quando começam as aulas e há um exército de estudantes estrangeiros em busca de alojamento. Nos vários sites dedicados ao tema, as ofertas razoáveis costumam estar disponíveis  apenas poucos minutos depois de publicadas. E tem gente conseguindo alugar um quarto e sala por até mil dólares. Também pudera, com essa demanda…todo mundo quer vir para a cidade. Conheci um estadunidense que estava se matriculando em uma universidade e perguntei  o que ele ia estudar. “Não sei, qualquer coisa”, disse o gringo. Ah, aqui gringos são apenas os que vem dos Estados Unidos.

A dificuldade para encontrar um lar na Argentina é tema recorrente na fila do caixa eletrônico da agência do Banco do Brasil. Um paulista
me recomendou que eu alugasse qualquer coisa por agora e esperasse até maio, quando o mercado imobiliário fica mais quieto. De fato, estive a ponto de alugar um quarto a 10 minutos, de ônibus, da universidade. A jovem proprietária do imóvel foi bastante simpática, mas desisti porque teria que conviver com um dobermann e com a mãe da garota, que visivelmente não fazia questão de ter um hóspede. Ambos eram assustadores. Resolvi esperar por outros anúncios.

Anúncios